VITÓRIA DA IMPUNIDADE

A sessão do Senado, na tarde-noite de terça-feira (17), ficará marcada nos anais como o “Dia da Vitória da Corrupção e da Impunidade”. Isto porque 44 dos cúmplices, apaniguados, parceiros, seguidores (abaixo a lista completa)- ou qualquer outro nome que se possa dar a traidores da Pátria e sórdidos corporativistas – de Aécio Neves votaram pela revogação das medidas cautelares impostas pelo STF (pelo menos a parte mais sensível aos apelos populares e à obviedade de que ele cometeu crimes), devolvendo o mandato ao senador mineiro que, agora, além do retorno à Casa e às suas prerrogativas, dentre elas continuar fazendo o quiser com proteção ainda maior, terá de volta as outras coisas boas da vida como desfrutar as delícias do Rio. O espetáculo todo, até onde consegui apreender (e engolir) girou como num picadeiro e numa espécie de câmara dos horrores, onde, só pra variar, os artistas eram políticos inflamados, a favor e contra a decisão do Supremo, fazendo discursos muitos deles meio sem jeito, engraçados e alguns até paradoxais cujo resultado foi, mais uma vez, tripudiar e jogar a maior parte da população para arder, sem dó nem piedade, já que continuará a contar com o rigor da lei que, como se viu e como se vê o tempo todo, atingirá, principalmente, pretos, pobres e sem influência, deixando de fora quem tem mais poder. Mesmo, por exemplo, quem tenha brincado de mandar matar, pedido dinheiro a envolvidos na Lava Jato, mentido ao dizer que não fez fortuna na vida pública, chantageado ou corrompido alguém. Aliás, como, de acordo com o STF e as muitas e claras evidências, costumam fazer senadores da República.

SENADORES QUE FORAM FAVORÁVEIS AO RETORNO DE AÉCIO:

Airton Sandoval (PMDB-SP);Antonio Anastasia (PSDB-MG); Ataídes Oliveira (PSDB-TO);Benedito de Lira (PP-AL);Cássio Cunha Lima (PSDB-PB); Cidinho Santos (PR-MT); Ciro Nogueira (PP-PI); Dalirio Beber (PSDB-SC); Dário Berger (PMDB-SC); Davi Alcolumbre (DEM-AP); Edison Lobão (PMDB-MA); Eduardo Amorim (PSDB-SE); Eduardo Braga (PMDB-AM); Eduardo Lopes (PRB-RJ); Elmano Férrer (PMDB-PI); Fernando Bezerra Coelho (PMDB-PE); Fernando Collor (PTC-AL); Flexa Ribeiro (PSDB-PA); Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN); Hélio José (PROS-DF); Ivo Cassol (PP-RO); Jader Barbalho (PMDB-PA); João Alberto Souza (PMDB-MA); José Agripino (DEM-RN); José Maranhão (PMDB-PB); José Serra (PSDB-SP); Maria do Carmo Alves (DEM-SE); Marta Suplicy (PMDB-SP); Omar Aziz (PSD-AM); Paulo Bauer (PSDB-SC); Pedro Chaves (PSC-MS); Raimundo Lira (PMDB-PB); Renan Calheiros (PMDB-AL); Roberto Rocha (PSDB-MA); Romero Jucá (PMDB-RR); Simone Tebet (PMDB-MS); Tasso Jereissati (PSDB-CE); Telmário Mota (PTB-RR);  (PMDB-RO); Vicentinho Alves (PR-TO); Waldemir Moka (PMDB-MS); Wellington Fagundes (PR-MT); Wilder Morais (PP-GO) e Zeze Perrella (PMDB-MG).

Fonte www.info4.com,br

About the Author

Daniel Gerber
Daniel Gerber
administrator

Sem comentários

Dê uma resposta

Escritórios :